Counters
Free Counter omnia mutantur, nos et mutamur in illis


Viagens...

> moacircaetano todo prosa <

> flickr <

> desenhos e photoshop <

> retratista <

> armazém de coisas <

> blog de 7 cabeças <

> músicas com josué <

> fotolog com Miriam e Ju <

Antes...

01/01/2017 a 31/01/2017
01/12/2016 a 31/12/2016
01/10/2016 a 31/10/2016
01/05/2016 a 31/05/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/03/2016 a 31/03/2016
01/02/2016 a 29/02/2016
01/12/2015 a 31/12/2015
01/10/2015 a 31/10/2015
01/05/2015 a 31/05/2015
01/02/2015 a 28/02/2015
01/11/2013 a 30/11/2013
01/04/2013 a 30/04/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/01/2013 a 31/01/2013
01/12/2012 a 31/12/2012
01/10/2012 a 31/10/2012
01/09/2012 a 30/09/2012
01/08/2012 a 31/08/2012
01/07/2012 a 31/07/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/12/2011 a 31/12/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004


Links Amigos
 A Mulher que eu amo!!! (fotolog)
 A Mulher que eu Amo!!! (blog)
 Olívia e Bolívia
 A Madahlena sem Arrependimento
 Aline
 Andréa Del Fuego
 Ana Paula Mangeon
 Bizarro Deslumbre
 Borboleta e Joaninha
 Breves Histórias Cotidianas
 Calcinhas ao Léo
 Carla Juliano
 Césped Vesper
 Coisa Rara
 Coração na Boca
 Creolina
 Czarina
 Diovvani Mendonça
 Infinit Loop
 Decca e seus rabiscos
 Demasiadamente Inconstante
 e-pistolas
 Elaine Lemos
 Enfim tudo de novo
 Ensaios do Eu
 Escuchameporra
 Fada Milly
 Farinhada
 Fernando Palma
 Flores, Pragas e Sementes
 Gaveteiro
 Giramundo Giraeu Girassol
 Histórias e Vitórias
 Isabellinha, Movimentando o Nada
 Japonês em Braille
 Josué Gomes
 Keila, sobre caminhos e pedras...
 Leite de Letra
 Letra Preta
 Lobotomy Cafe
 Lomyne
 Lugar Gostoso
 Lume Vagante
 Marcelo Brettas
 Marluquices
 Mendoscopia
 Meu Contratempo
 Mia Geodésica
 Monopólio
 Múcio Góes
 Mundo Estranho
 Noturnolândia
 Rainha de Copas e seu sorriso de arco-íris
 Remo Saraiva
 Rita Apoena
 Samia
 Sandra Souza
 Saramar
 Torre de Bebel
 Um Anjo Pornográfico
 Um Tiro no Escuro
 Veronique
 Versos deLírios
 MUSICOVERY
 Devaneios Aéreos
 Nati Alves
 Hipácia
 O Mundo de Paco
 Tati Messias
 Suspiros de Sabrina
 Adyverso
 Verbologue
 Sentir é um Fato
 Mainha me deu lápis
 Ramon Alcântara









moacircaetano


INSTANTE

moacircaetano


Você se lembra de ontem?

A noite emoldurava nosso amor
e a janela, safadinha,
convidava-a a entrar.

E enquanto a lua banhava nosso suor
uma estrela solitária sorria
a nos olhar...

Tímido,
dei as costas para a noite
e mergulhei em você!




 Escrito por moacircaetano às 10h27
[ ] [ envie esta mensagem ]



DIA

moacircaetano


O sol nasceu novamente!

E além de me banhar com seus raios
me arrancou o suor
me arrancou suspiros, sorrisos...
Me fez maior!

Ah, o sol voltou...
Me encheu de beijos quentes a pele
me percorreu os olhos, a boca,
me derreteu a neve...

E me fez sorrir novamente...




 Escrito por moacircaetano às 12h28
[ ] [ envie esta mensagem ]



NOITE

moacircaetano


Dentro do caixão, o vestido de noiva
lhe emoldurava a morte
morte certeira, faca de ponta
fio de prumo, gado de corte

Reminiscências, lembranças antigas
guardadas dentro de baús
velhas canções, novas cantigas
metástase, medo, pânico, pus

Olhos dentro de aquários
potes com meus pedaços
sangue fresco, sangue azul

Milhares de milhas, malária
caco de vidro, estilhaço
leste, oeste, norte, sul




 Escrito por moacircaetano às 19h38
[ ] [ envie esta mensagem ]



GRAVIDADE ZERO

moacircaetano


Os controles da nave  f  l   u t  u   a  m  à minha frente.
Com mão firme, porém suave,
controlo o meu destino.

Sem comunicação com a Terra,
apenas minha respiração
................................................
e as batidas do meu coração
me fazem companhia...

...e ao fundo
a Nona Sinfonia se repete se repete se repete se repete
indefinidamente

À minha frente
me guiando rumo ao infinito
uma estrela!

Cego, sigo seu calor...




 Escrito por moacircaetano às 09h30
[ ] [ envie esta mensagem ]



HOJE

moacircaetano


Hoje pisei em estrelas.
Hoje deitei-me em nuvens, e ao vê-la,
nua,
vi que a história continua.

Hoje beijei sua alma,
bebi seu vinho, com calma,
apesar da urgência de nós dois.
Haverão tantos depois...

Hoje cantei em seus ouvidos
a mais linda canção de amor
e quem a ouviu fui eu!

Hoje, início e fim dos mundos.
Hoje o sublime se uniu ao absurdo
e o Universo, benevolente, aquiesceu...




 Escrito por moacircaetano às 10h37
[ ] [ envie esta mensagem ]



ENFIM

Patrícia Costa e moacircaetano


Enfim a espera acabou
meus lábios uniram-se aos teus
em um desejo sem fim

Enfim meu corpo em teu corpo
teu sexo em minha boca
tua boca sedenta em mim

Por fim nossos fluidos se encontram
teus dentes em minhas costas
e em mim, tua poesia

A chuva lá fora, e o sol
incandescendo aqui dentro
tornando a noite em dia...




 Escrito por moacircaetano às 11h52
[ ] [ envie esta mensagem ]





 Escrito por moacircaetano às 19h48
[ ] [ envie esta mensagem ]



o fim é sempre assim?
dói assim?
deixa sempre esse vazio imenso?

No Hollywood´s Happy End for me!



 Escrito por moacircaetano às 17h13
[ ] [ envie esta mensagem ]



ESPASMOS

moacircaetano
Naquele momento me liquefiz
assombro, açúcar, cassis.
O quão feliz você seria
se soubesse que não é feliz?
Não peço muito...
Apenas suicídio e ressurreição...
Magia!
e a promessa em meu coração...


 Escrito por moacircaetano às 18h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



OFERENDA

moacircaetano


Quando vi teu sorriso dentro de mim
rosas estrelas jasmins
minha boca entreabriu-se em espanto
vesti minha pele de anjo
despi-me desfiz-me
assim...

Quando o toque da tua mão
arrancou-me
qualquer senão
meu braço fundiu-se ao teu corpo
meus lábios em seu pescoço
ressurreição!

As bocas em eterna espera
enfim encontraram recanto
enfim se    co n t  i  n  u   a    r    a     m
saliva sonhos encanto

E agora o tempo e o espaço
são meras conjecturas
e nós, iluminuras
reinventando nossos passos...




 Escrito por moacircaetano às 10h46
[ ] [ envie esta mensagem ]



BULA

moacircaetano


Eu sou tudo
e tudo me contém
tenho vivido a conta-gotas
minhas roupas
já não vestem minha escassez

Eu sou nada
e nada me convém
tenho vivido em aquários
em gaiolas, em cercados
amém!

Eu sou o esquecido
o que ficou após a manada
o abandonado pela sorte
à morte
emboscada!

Sou o apaixonado
e é isso o que me condena
tenho sido arrastado
(este lado para baixo!)
correnteza!

Sou eu
e tudo o que é proibido
bandido
banido
ateu!

Sou a sombra
o resto de comida no seu prato
o que ficou grudado em seu guardanapo
o osso, a pedra, o pó

Sou a mancha
que insiste na toalha branca
que invade, que rompe, que cansa
câncer, cancro, escara

Sou os olhos
que te perseguem pela madrugada
sangue pela trilha escura
você sente, teme, impura
mente, inventa, inala

Sou enfim
o que de pior há dentro de mim
sou o que eu não queria ver no espelho
sou o que se alimenta de seu próprio receio
sou o fim

Sou eu
e tudo o que me é tomado
espúrio
espírito
escarro...

Adeus!




 Escrito por moacircaetano às 18h43
[ ] [ envie esta mensagem ]



ESPERA

moacircaetano


O toque do meu lábio
de leve
no seu

Alguém pode me dizer o instante em que tudo aconteceu?

Minha mão em seu rosto
seu gosto em minha boca
seu cheiro em minha pele

Seria amor o que me impele?

Em seus olhos, meu espelho
a confirmação do meu sorriso
Pra sempre? Por enquanto? Nunca?

O mundo espera, impreciso...




 Escrito por moacircaetano às 23h37
[ ] [ envie esta mensagem ]