Counters
Free Counter omnia mutantur, nos et mutamur in illis


Viagens...

> moacircaetano todo prosa <

> flickr <

> desenhos e photoshop <

> retratista <

> armazém de coisas <

> blog de 7 cabeças <

> músicas com josué <

> fotolog com Miriam e Ju <

Antes...

01/01/2017 a 31/01/2017
01/12/2016 a 31/12/2016
01/10/2016 a 31/10/2016
01/05/2016 a 31/05/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/03/2016 a 31/03/2016
01/02/2016 a 29/02/2016
01/12/2015 a 31/12/2015
01/10/2015 a 31/10/2015
01/05/2015 a 31/05/2015
01/02/2015 a 28/02/2015
01/11/2013 a 30/11/2013
01/04/2013 a 30/04/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/01/2013 a 31/01/2013
01/12/2012 a 31/12/2012
01/10/2012 a 31/10/2012
01/09/2012 a 30/09/2012
01/08/2012 a 31/08/2012
01/07/2012 a 31/07/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/12/2011 a 31/12/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004


Links Amigos
 A Mulher que eu amo!!! (fotolog)
 A Mulher que eu Amo!!! (blog)
 Olívia e Bolívia
 A Madahlena sem Arrependimento
 Aline
 Andréa Del Fuego
 Ana Paula Mangeon
 Bizarro Deslumbre
 Borboleta e Joaninha
 Breves Histórias Cotidianas
 Calcinhas ao Léo
 Carla Juliano
 Césped Vesper
 Coisa Rara
 Coração na Boca
 Creolina
 Czarina
 Diovvani Mendonça
 Infinit Loop
 Decca e seus rabiscos
 Demasiadamente Inconstante
 e-pistolas
 Elaine Lemos
 Enfim tudo de novo
 Ensaios do Eu
 Escuchameporra
 Fada Milly
 Farinhada
 Fernando Palma
 Flores, Pragas e Sementes
 Gaveteiro
 Giramundo Giraeu Girassol
 Histórias e Vitórias
 Isabellinha, Movimentando o Nada
 Japonês em Braille
 Josué Gomes
 Keila, sobre caminhos e pedras...
 Leite de Letra
 Letra Preta
 Lobotomy Cafe
 Lomyne
 Lugar Gostoso
 Lume Vagante
 Marcelo Brettas
 Marluquices
 Mendoscopia
 Meu Contratempo
 Mia Geodésica
 Monopólio
 Múcio Góes
 Mundo Estranho
 Noturnolândia
 Rainha de Copas e seu sorriso de arco-íris
 Remo Saraiva
 Rita Apoena
 Samia
 Sandra Souza
 Saramar
 Torre de Bebel
 Um Anjo Pornográfico
 Um Tiro no Escuro
 Veronique
 Versos deLírios
 MUSICOVERY
 Devaneios Aéreos
 Nati Alves
 Hipácia
 O Mundo de Paco
 Tati Messias
 Suspiros de Sabrina
 Adyverso
 Verbologue
 Sentir é um Fato
 Mainha me deu lápis
 Ramon Alcântara









moacircaetano


POMERIUM

moacircaetano


Pensas que podes
impunemente
adentrar minhas fronteiras?

Pensas que podes
com tuas hostes
roubar-me a coroa
e as estrelas?

Invisíveis,
meus limites se estendem
até onde a vista alcança.

Tuas legiões desertam.
Meus exércitos avançam!

Vai-te!
Some daqui
com tua divindade.
Ela não é bem vinda!

Vai embora
pois é chegada a hora
em que o sono estertora
e a aurora finda...



 Escrito por moacircaetano às 08h40
[ ] [ envie esta mensagem ]



MEA CULPA

moacircaetano


Perdoa, Senhor, escrevi
em letras minúsculas o teu nome
teus mandamentos reescrevi
espalhei a fúria e a fome
destruí os dias
em que te pertenci
e assassinei teu filho Homem

Senhor, queimei tuas barbas brancas
e vesti-me do tom mais funéreo
trabalhei no dia sagrado
o fim do teu ministério
percorri tuas ruas mundanas
matei Marias e Anas
chamei-te hipócrita e velho

Senhor, perdoa, pois fui então
a um só tempo pecado e razão
fui canalha, fui ébrio, fui filho
fui um trem que saiu dos trilhos

Perdoa, Senhor,
pois após tudo o que fiz
ainda ousei ser feliz!



 Escrito por moacircaetano às 20h45
[ ] [ envie esta mensagem ]



MEIA-NOITE

moacircaetano (inspirando-se em Morena Maia)
Cheguei enfim.
Quase duas horas após aquele telefonema.
Quase duas vidas depois da minha morte, tão pequena. Quase uma eternidade após o fim de minha vida... vida tão pequena!
Ela estava ali, deitada. Seminua. Apenas aquela velha calcinha de renda, com um elástico solto pertinho do umbigo. Aquele corpo tão conhecido (tanto ainda a percorrer). Os cabelos negros, espalhados. A boca entreaberta, quase me convidando. Dormia.
Numa das mãos, uma barra de chocolate. A outra flutuava no espaço vazio da cama.
Aproximei-me. Seria um pecado acordá-la.
Beijei a ponta de seus dedos. Sabor de chocolate e vagina. Meu corpo respondeu imediatamente.
Levei a mão aos seus seios, que imploravam o meu toque. Parei.
Olhei ao redor. Minhas lágrimas ainda guardavam seu rastro em meu rosto.
Peguei na gaveta minha velha Polaroid.
Uma foto! Seria tudo o que eu levaria desse novo(?) amor...



 Escrito por moacircaetano às 10h05
[ ] [ envie esta mensagem ]




Em nossos dedos
brilha o futuro
revestido em ouro...

Em nossa almas
o presente brilha!

Imorredouro!



 Escrito por moacircaetano às 15h29
[ ] [ envie esta mensagem ]



HISTORINHA PRA FAZER O MOACIR FELIZ...

Patrícia Costa
Era uma vez uma moça que gostava muito de poesias, passava horas do seu dia lendo e sonhando...
Certa vez ela encontrou um livro de poesias diferente. Era um livro mágico, isso mesmo, mágico! Diariamente o poeta escrevia neste livro. A história era construída dia-a-dia. Um dia poemas de amor, no outro sobre tristeza, vida, morte.
Todos os dias de manhã ela olhava o livro mágico e lá estava, um texto novinho, inédito! Eram poemas muito sensíveis. A moça ficava intrigada pensando: "Quem será este poeta tão sensível e sem identidade"? Será deste século ou do século passado? Estará perto ou distante? Será um lorde? Um feiticeiro?
Então ela elegeu uma estrela para representar o escritor daquele livro mágico.
A estrela estava distante, mas todos os dias brilhava para jovem moça em forma de textos.
À medida em que a moça lia os textos, ela absorvia um pouquinho deles, então ela pensou: "Quero um livro mágico também"... e começou a escrever poesias com a esperança de um dia ter um livro mágico.
Todas as noites quando ia dormir, ela se lembrava da estrela e desejava boa noite.
Um dia, folheando o livro mágico, encontrou uma de suas poesias publicada nele. Ahhh!!!! Ela não podia acreditar... realmente era mágico!!!!! Esse dia ela olhou para a estrela e ela parecia estar mais próxima, mas ela foi dormir pensando: "É só uma impressão"...
A mágica e a poesia foram aproximando a moça da estrela. Um dia a moça acordou e a estrela estava ao seu lado...
Quer ler o livro? Está aqui: www.moacircaetano.zip.net.
O livro ainda está sendo escrito, inclusive o último texto é sobre um momento lindo de amor entre o poeta mágico e a moça que não cansou de esperar.



 Escrito por moacircaetano às 10h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



APÓS

moacircaetano
Me deito em teu ventre
e o som quente do teu coração
me acalma, me tranquiliza

Ficaria ali pra sempre
ao alcance da tua mão
ao balanço da tua brisa

O sabor do teu gozo
ainda me habita os dentes
e me excita novamente.

Saboreio teu gosto
sorrio em meu sono
e em ti me abandono...



 Escrito por moacircaetano às 17h31
[ ] [ envie esta mensagem ]



BOLO

moacircaetano


Mais um dia...
Menos um dia
pro que resta!

Mais um dia
de vida
e de festa...

Mais um dia
e só!

...that´s all...





 Escrito por moacircaetano às 21h56
[ ] [ envie esta mensagem ]



CIRCO

moacircaetano
A trapezista
mergulhou na escuridão
contorceu-se toda
soltou-se no vácuo
e foi ao chão!

Renasceu no outro dia.
Café, leite e pão!

 

 Escrito por moacircaetano às 07h28
[ ] [ envie esta mensagem ]



CHUVA

moacircaetano
A tristeza sentou-se ao meu lado
e olhou-me com paixão.
Essa velha, antiga amiga,
tantas vezes transvestida
em depressão.

Senti saudade por um momento.
Estendi-lhe a mão, beijei-lhe a boca.
Eu desesperado, ela louca.

De manhã o sol, coitado,
encontrou-nos abraçados.
Fitou-me com dissabor.
Me chamou de fracassado
e traidor.

Detrás do meu raio de luz,
ela ainda me espreita.
Sabe meus pontos fracos
e minha sombra desfeita.





 Escrito por moacircaetano às 09h31
[ ] [ envie esta mensagem ]