Counters
Free Counter omnia mutantur, nos et mutamur in illis


Viagens...

> moacircaetano todo prosa <

> flickr <

> desenhos e photoshop <

> retratista <

> armazém de coisas <

> blog de 7 cabeças <

> músicas com josué <

> fotolog com Miriam e Ju <

Antes...

01/01/2017 a 31/01/2017
01/12/2016 a 31/12/2016
01/10/2016 a 31/10/2016
01/05/2016 a 31/05/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/03/2016 a 31/03/2016
01/02/2016 a 29/02/2016
01/12/2015 a 31/12/2015
01/10/2015 a 31/10/2015
01/05/2015 a 31/05/2015
01/02/2015 a 28/02/2015
01/11/2013 a 30/11/2013
01/04/2013 a 30/04/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/01/2013 a 31/01/2013
01/12/2012 a 31/12/2012
01/10/2012 a 31/10/2012
01/09/2012 a 30/09/2012
01/08/2012 a 31/08/2012
01/07/2012 a 31/07/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/12/2011 a 31/12/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004


Links Amigos
 A Mulher que eu amo!!! (fotolog)
 A Mulher que eu Amo!!! (blog)
 Olívia e Bolívia
 A Madahlena sem Arrependimento
 Aline
 Andréa Del Fuego
 Ana Paula Mangeon
 Bizarro Deslumbre
 Borboleta e Joaninha
 Breves Histórias Cotidianas
 Calcinhas ao Léo
 Carla Juliano
 Césped Vesper
 Coisa Rara
 Coração na Boca
 Creolina
 Czarina
 Diovvani Mendonça
 Infinit Loop
 Decca e seus rabiscos
 Demasiadamente Inconstante
 e-pistolas
 Elaine Lemos
 Enfim tudo de novo
 Ensaios do Eu
 Escuchameporra
 Fada Milly
 Farinhada
 Fernando Palma
 Flores, Pragas e Sementes
 Gaveteiro
 Giramundo Giraeu Girassol
 Histórias e Vitórias
 Isabellinha, Movimentando o Nada
 Japonês em Braille
 Josué Gomes
 Keila, sobre caminhos e pedras...
 Leite de Letra
 Letra Preta
 Lobotomy Cafe
 Lomyne
 Lugar Gostoso
 Lume Vagante
 Marcelo Brettas
 Marluquices
 Mendoscopia
 Meu Contratempo
 Mia Geodésica
 Monopólio
 Múcio Góes
 Mundo Estranho
 Noturnolândia
 Rainha de Copas e seu sorriso de arco-íris
 Remo Saraiva
 Rita Apoena
 Samia
 Sandra Souza
 Saramar
 Torre de Bebel
 Um Anjo Pornográfico
 Um Tiro no Escuro
 Veronique
 Versos deLírios
 MUSICOVERY
 Devaneios Aéreos
 Nati Alves
 Hipácia
 O Mundo de Paco
 Tati Messias
 Suspiros de Sabrina
 Adyverso
 Verbologue
 Sentir é um Fato
 Mainha me deu lápis
 Ramon Alcântara









moacircaetano


RESPOSTA DE MARLUCE VIEIRA A JOSÉ EMERENCIANO, QUANDO ESTE FINALMENTE LHE CONFESSOU SEU AMOR POR ELA E PEDIU-A EM CASAMENTO, DIZENDO AINDA QUE UMA EVENTUAL REJEIÇÃO LHE LEVARIA AO SUICÍDIO, JÁ QUE NÃO FARIA SENTIDO A SUA VIDA SEM ELA

Não!


 Escrito por moacircaetano às 20h38
[ ] [ envie esta mensagem ]



IT´S COMING DOWN

moacircaetano
(livre tradução de It´s Coming Down, do Cake)
A chuva insiste em chover.
Eu, sem onde me esconder.
E ela me pergunta se estou rindo dela!

(it´s coming down)...

Ela deixou minha casa...
Diz que a obriguei
a criar asas...
e ainda levou o colchão com ela.

It´s coming down...
It´s coming down...
It´s coming down...

Eu choro, deitado no chão...
Ouço a batida do velho portão.
Ela se foi com minha camisa amarela...

It´s coming down...
It´s coming down...
It´s coming down...


 Escrito por moacircaetano às 10h47
[ ] [ envie esta mensagem ]



Os controles da nave     f   l    u   t   u   a  m     à minha frente.
Com mão firme, porém suave,
controlo o meu destino.

Sem comunicação com a Terra,
apenas minha respiração
................................................
e as batidas tum do meu tum coração

...e ao fundo
a Nona Sinfonia se repete se repete se repete se repete
indefinidamente

À minha frente
me guiando rumo ao infinito
uma estrela!

Cego, sigo seu calor...



 Escrito por moacircaetano às 17h09
[ ] [ envie esta mensagem ]



Ó
Pai
se
és
mesmo o salvador
de tudo e de todos
vem!
ou
é
em
vão
a
es
pe
ra
?



 Escrito por moacircaetano às 13h31
[ ] [ envie esta mensagem ]



meu raio de sol é pequeno...
cabe no espaço de uma exclamação.
meu raio de sol é pequeno.
não é mais que um resquício, um senão.

meu raio de sol é pequeno,
porém é vivo, cristalino.
vive na rua, nos becos,
nos cabelos daquele menino.

meu raio de sol é pequeno.
não dura mais que um segundo e pára.
é tão pequeno, tão pequeno,
que a sombra da lua o mascara.

ah, meu raio de sol, tão pequeno
nasce, não cresce; vive, não morre.
meu raio de sol é, em momentos
únicos o único que me socorre.

Ah, meu raio de sol, quão pequena
pode ser tua constituição.
ínfimo, tísico, imberbe.
um edema em cada pulmão.

É meu raio de sol. É pequeno
e se encontra rondando em mim.
é meu raio de sol, e se não te serve,
paciência! vai ter que ser assim...



 Escrito por moacircaetano às 16h03
[ ] [ envie esta mensagem ]



APOCALIPSE

moacircaetano


Perdoa-me
pelos pequenos crimes hediondos
pelos assaltos colossais
que cometi um dia
no nosso dia-a-dia

Perdoa-me pelos sorrisos que te roubei
e guardei
nos meus olhos cansados

Perdoa-me
pelos toques furtivos
pelos olhares esquivos
pelas milhares de horas cativo
da tua vontade

Perdoa-me pelo amor
que não pedistes
pelos poucos e doces beijos
proibidos e antigos
pelo desejo contido
e pelas noites em brasa

Perdoe-me pelo que fiz
mas acima de tudo perdoa-me
pelo que não fiz
ainda que soubesse que querias
mesmo sem querer

Perdoa-me por um dia ter sido
teu melhor amigo
e ainda assim arder em febre

E eu te perdôo
por ter sido tudo tão breve...



 Escrito por moacircaetano às 08h52
[ ] [ envie esta mensagem ]



EPOPÉIA

moacircaetano
(para eloisa)


Uma pequena
e bela vagalume
foge das abelhas
corre pelas árvores
voa pelas ruas
plana pelas telhas

manobras acrobáticas
parafusos e rasantes
derrapagens pelo ar
e as danadas 
tão malvadas
cada vez menos distantes

escapa daqui
se salva... ops... dali
em loopings perfeitos
mas depois de algum tempo
não teve mais jeito

a vagalumezinha
tão doce, tadinha
se entregou aos beijos
doloridos e insistentes
daqueles bichos tão feios
e repelentes

agora já em casa
na sua bela colméia
ela se recupera...

a natureza, alheia
mantém num mesmo balaio
as ternas e as feras...





 Escrito por moacircaetano às 09h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



ASSIM...

moacircaetano
a vida é assim, estranha,
repleta de dores e arrepios
que, arredios,
nos rebentam as entranhas!

a vida é assim, fugidia,
luz do dia e anoitecer.
é um vai e vem, um vem e volta,
um eterno renascer.

a vida é assim, inconstante.
feita de sorrisos e tristezas,
feita de beijos hesitantes,
jantar e sobremesa.

a vida é mesmo esquisita!
a vida é tão sem jeito!
só resta tentar contê-la
dentro do peito!


 Escrito por moacircaetano às 10h52
[ ] [ envie esta mensagem ]