Counters
Free Counter omnia mutantur, nos et mutamur in illis


Viagens...

> moacircaetano todo prosa <

> flickr <

> desenhos e photoshop <

> retratista <

> armazém de coisas <

> blog de 7 cabeças <

> músicas com josué <

> fotolog com Miriam e Ju <

Antes...

01/01/2017 a 31/01/2017
01/12/2016 a 31/12/2016
01/10/2016 a 31/10/2016
01/05/2016 a 31/05/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/03/2016 a 31/03/2016
01/02/2016 a 29/02/2016
01/12/2015 a 31/12/2015
01/10/2015 a 31/10/2015
01/05/2015 a 31/05/2015
01/02/2015 a 28/02/2015
01/11/2013 a 30/11/2013
01/04/2013 a 30/04/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/01/2013 a 31/01/2013
01/12/2012 a 31/12/2012
01/10/2012 a 31/10/2012
01/09/2012 a 30/09/2012
01/08/2012 a 31/08/2012
01/07/2012 a 31/07/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/12/2011 a 31/12/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004


Links Amigos
 A Mulher que eu amo!!! (fotolog)
 A Mulher que eu Amo!!! (blog)
 Olívia e Bolívia
 A Madahlena sem Arrependimento
 Aline
 Andréa Del Fuego
 Ana Paula Mangeon
 Bizarro Deslumbre
 Borboleta e Joaninha
 Breves Histórias Cotidianas
 Calcinhas ao Léo
 Carla Juliano
 Césped Vesper
 Coisa Rara
 Coração na Boca
 Creolina
 Czarina
 Diovvani Mendonça
 Infinit Loop
 Decca e seus rabiscos
 Demasiadamente Inconstante
 e-pistolas
 Elaine Lemos
 Enfim tudo de novo
 Ensaios do Eu
 Escuchameporra
 Fada Milly
 Farinhada
 Fernando Palma
 Flores, Pragas e Sementes
 Gaveteiro
 Giramundo Giraeu Girassol
 Histórias e Vitórias
 Isabellinha, Movimentando o Nada
 Japonês em Braille
 Josué Gomes
 Keila, sobre caminhos e pedras...
 Leite de Letra
 Letra Preta
 Lobotomy Cafe
 Lomyne
 Lugar Gostoso
 Lume Vagante
 Marcelo Brettas
 Marluquices
 Mendoscopia
 Meu Contratempo
 Mia Geodésica
 Monopólio
 Múcio Góes
 Mundo Estranho
 Noturnolândia
 Rainha de Copas e seu sorriso de arco-íris
 Remo Saraiva
 Rita Apoena
 Samia
 Sandra Souza
 Saramar
 Torre de Bebel
 Um Anjo Pornográfico
 Um Tiro no Escuro
 Veronique
 Versos deLírios
 MUSICOVERY
 Devaneios Aéreos
 Nati Alves
 Hipácia
 O Mundo de Paco
 Tati Messias
 Suspiros de Sabrina
 Adyverso
 Verbologue
 Sentir é um Fato
 Mainha me deu lápis
 Ramon Alcântara









moacircaetano


PIPA


O céu azul, o tempo bom...
tudo lhe apetecia!
Pegou seu carretel de linha
e saiu a empinar a vida.

Mas coitado, menino ainda...
Não suspeitava, não sabia
que a brincadeirinha
era mais difícil que divertida.

Papel de seda, não tinha.
Se virou com jornal.
A rabiola, esquálida,
feita de sacos plásticos
de açúcar cristal.

Ao invés de taboca da boa,
palitos de churrasco usados.
Sem cerol, foi alvo fácil
pros moleques da rua do lado.

A vida pende até hoje
no fio de alta tensão.
Está lá.
Nunca mais voltará
pra palma de sua mão.


 Escrito por moacircaetano às 18h08
[ ] [ envie esta mensagem ]



PRA LINDA PROFESSORINHA ANA PAULA E SUAS CRIANÇAS


Atenção, meninos.
Vai começar a aula.
Hoje a matéria é poesia.
Professora: Ana Paula!

Pra começar, uma pergunta
que vale ouro:
Aonde fica
o motorzinho do besouro?

A dona aranha
com sua teia
leva os insetinhos
todos pra cadeia
(e depois... huuuummmmm...
que saborosa ceia!)

E a abelha rainha,
me diga:
tem ou não tem
o rei na barriga?

Esse bicho bravo,
o marimbondo,
será que tem
o ferrão redondo?

Outra quadrinha
sobre a abelha:
como dói, dói, dói,
se nos ferroa a orelha!

A lagartixa,
vejam só,
fez algo inédito:
cortaram-lhe o rabo
mas ela comprou outro
no cartão de crédito!

Aquela centopéia
toda sujismunda
tinha tanto chulé
que levou um pé na bunda.

Ah, e tem mais um:
aquele mosquito danado!
Foi tanto zumzumzum
que passei a noite acordado.

E por fim, crianças,
a última lição
do dia:
até nas pequeninas,
nas mínimas coisas,
há um montão de poesia!!!!!!



 Escrito por moacircaetano às 07h34
[ ] [ envie esta mensagem ]



OITENTA E UM


O tempo vivido encravado
em cada vinco da pele,
em cada ruga,
embaixo da unha,
sujo, sujo...

E o tempo ainda por vir
é pouco, quase um nada...
e ainda assim passa rápido
- maldito! - queimando
cada segundo que resta.

E ainda dizem que é dia de festa...



 Escrito por moacircaetano às 12h17
[ ] [ envie esta mensagem ]



ASSIM...


Amor é rabo de lagartixa.
De repente
vem alguém e corta.
Dói! Dói! Dói!
A gente quase não suporta...

Depois nasce outro
e a gente nem se lembra
que não morreu por um triz.
Fica só uma dorzinha nos dias frios
e uma pequena cicatriz.
E no sábado vocês já sabem, né? Estarei aqui:




 Escrito por moacircaetano às 08h43
[ ] [ envie esta mensagem ]



PENUMBRA


Há um mundo lá fora, eu sei!
Alguém me disse uma vez.
Mas quer saber? Não acreditei.

Me disseram que o sol brilha
e que quando chove,
ele faz no céu uma aquarela.
Me disseram que ele aquece o vidro
e ilumina a vida
quando toca a pele da minha janela.
Mas eu não me engano.
Sei que é pura balela!

Dizem até mesmo que a noite
nem é tão escura
pois existem milhares de estrelas
e uma coisa chamada lua.
Pra mim é tudo conjectura!

Só conheço paredes e grades,
portas fechadas e cadeados
e mofo pra todo lado.
Isso sim é o mundo!

O resto é um teatro do absurdo.


 Escrito por moacircaetano às 16h30
[ ] [ envie esta mensagem ]



CLIMA


Teu corpo jambo
teus olhos jabuticabas
tua boca caqui
me apaixonei
logo que vi

Um dia inverno
um friozinho outono
mudei a estação
te sorri primavera...

me beijaste verão!







 Escrito por moacircaetano às 10h25
[ ] [ envie esta mensagem ]



IMITAÇÃO


A vida é colorida.
Mas eu sou preto e branco.

Desejoso de cores
pego algumas emprestadas
das estantes da vida.
Um verde aqui, um vermelho ali...
Um pouco de amerelo e azul.

Tento fixá-las em mim
mas elas caem.
Vão ao chão e se quebram.
Cuidadosamente, faço os remendos
e colo, uma a uma em mim,
com um durex vagabundo.

As pessoas nas ruas me acenam.
Me amam, colorido que sou.
Desconhecem meu frágil estrategema...


 Escrito por moacircaetano às 18h59
[ ] [ envie esta mensagem ]



PANELAÇO

(surgido numa conversa de doidos no msn entre eu e a Cza)


A vida se oferece plena
(já dizia aquele moço)
se a alma não é pequena.

Pra quem não quer, há cá muito
e não adianta choro nem vela...
se você não curte batatas
vai sempre achar
que há muitas na panela.

E, como diria a vó da Czarina:
pára de filosofar
e come logo, menina!
E no sábado vocês já sabem, né? Estarei aqui:




 Escrito por moacircaetano às 09h13
[ ] [ envie esta mensagem ]