Counters
Free Counter omnia mutantur, nos et mutamur in illis


Viagens...

> moacircaetano todo prosa <

> flickr <

> desenhos e photoshop <

> retratista <

> armazém de coisas <

> blog de 7 cabeças <

> músicas com josué <

> fotolog com Miriam e Ju <

Antes...

01/01/2017 a 31/01/2017
01/12/2016 a 31/12/2016
01/10/2016 a 31/10/2016
01/05/2016 a 31/05/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/03/2016 a 31/03/2016
01/02/2016 a 29/02/2016
01/12/2015 a 31/12/2015
01/10/2015 a 31/10/2015
01/05/2015 a 31/05/2015
01/02/2015 a 28/02/2015
01/11/2013 a 30/11/2013
01/04/2013 a 30/04/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/01/2013 a 31/01/2013
01/12/2012 a 31/12/2012
01/10/2012 a 31/10/2012
01/09/2012 a 30/09/2012
01/08/2012 a 31/08/2012
01/07/2012 a 31/07/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/12/2011 a 31/12/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004


Links Amigos
 A Mulher que eu amo!!! (fotolog)
 A Mulher que eu Amo!!! (blog)
 Olívia e Bolívia
 A Madahlena sem Arrependimento
 Aline
 Andréa Del Fuego
 Ana Paula Mangeon
 Bizarro Deslumbre
 Borboleta e Joaninha
 Breves Histórias Cotidianas
 Calcinhas ao Léo
 Carla Juliano
 Césped Vesper
 Coisa Rara
 Coração na Boca
 Creolina
 Czarina
 Diovvani Mendonça
 Infinit Loop
 Decca e seus rabiscos
 Demasiadamente Inconstante
 e-pistolas
 Elaine Lemos
 Enfim tudo de novo
 Ensaios do Eu
 Escuchameporra
 Fada Milly
 Farinhada
 Fernando Palma
 Flores, Pragas e Sementes
 Gaveteiro
 Giramundo Giraeu Girassol
 Histórias e Vitórias
 Isabellinha, Movimentando o Nada
 Japonês em Braille
 Josué Gomes
 Keila, sobre caminhos e pedras...
 Leite de Letra
 Letra Preta
 Lobotomy Cafe
 Lomyne
 Lugar Gostoso
 Lume Vagante
 Marcelo Brettas
 Marluquices
 Mendoscopia
 Meu Contratempo
 Mia Geodésica
 Monopólio
 Múcio Góes
 Mundo Estranho
 Noturnolândia
 Rainha de Copas e seu sorriso de arco-íris
 Remo Saraiva
 Rita Apoena
 Samia
 Sandra Souza
 Saramar
 Torre de Bebel
 Um Anjo Pornográfico
 Um Tiro no Escuro
 Veronique
 Versos deLírios
 MUSICOVERY
 Devaneios Aéreos
 Nati Alves
 Hipácia
 O Mundo de Paco
 Tati Messias
 Suspiros de Sabrina
 Adyverso
 Verbologue
 Sentir é um Fato
 Mainha me deu lápis
 Ramon Alcântara









moacircaetano


Natural


A vida, a vida é como um rio
visto de cima do avião.
Pois que vai pelas encostas, pelas congruências do solo.
Pelos caminhos que à Terra se dão.

Sim, tem um rumo definido, uma seta, um norte.
Alguns lhe chamam fim, outros outra vida.
Por comum chamamos-lhe morte.

E, serpente, a vida se fia
por entre bosques, cerrados e florestas.
Por entre flores e flúvias arestas,
por entre várias, quase infinitas regiões...
por dúvidas, erros e mudanças, opções.

E vai, e vem, e navega a vida
pelo curso de seu próprio ser, insatisfeito.
Pensa-se às vezes em outra direção,
mas qual...
logo o destino corrige-lhe o timão.

E é bela a vida, quando
num passo único, flutua e dança
e quase toca seu próprio passado
voltando
à sua imagem e semelhança.

Mas o sabem os experientes:
é apenas coreografia.
Tem outros expedientes, a vida e sua companhia.

Um ou outro, mais atento,
sabedor das artimanhas das artes,
divide, feliz, a vida em partes
e delicia-se ao sabor dos momentos.
Pois, afinal, se a vida é curva,
é porque a dirigem os ventos.


 Escrito por moacircaetano às 00h20
[ ] [ envie esta mensagem ]



Serviço de Bordo


Amor-comida-de-avião.
Tão pequeno, não mata a fome.
Sem sal, com gosto de plástico,
à força é que se come.

Amor-comida-de-avião.
Preso em minúsculas embalagens.
Não é amor pra vida inteira.
Só serve pra curtas viagens.

Amor-comida-de-avião.
Alimenta por uma hora.
Ou menos.
Me desculpe, senhor.
No momento é o que temos.
 
+ do mesmo: http://moacircaetanotodoprosa.blogspot.com/ 
E apareçam por lá: http://microcosmomicrocontos.blogspot.com/ 


 Escrito por moacircaetano às 09h01
[ ] [ envie esta mensagem ]



Despedida


E a barriga da terra se abriu.
À borda, alguns pranteavam
o destino que ninguém assistiu.

Absortos - já dizia Bandeira -
pensavam na morte.
Conseqüentemente
pensavam na vida,
roteiro sem norte.

Não compreendiam o momento
e desperdiçavam suas lágrimas,
migalhas ao vento.

Onde fim, leia-se renascimento.
 
+ do mesmo: http://moacircaetanotodoprosa.blogspot.com/ 
E apareçam por lá: http://microcosmomicrocontos.blogspot.com/ 



 Escrito por moacircaetano às 12h04
[ ] [ envie esta mensagem ]