Counters
Free Counter omnia mutantur, nos et mutamur in illis


Viagens...

> moacircaetano todo prosa <

> flickr <

> desenhos e photoshop <

> retratista <

> armazém de coisas <

> blog de 7 cabeças <

> músicas com josué <

> fotolog com Miriam e Ju <

Antes...

01/01/2017 a 31/01/2017
01/12/2016 a 31/12/2016
01/10/2016 a 31/10/2016
01/05/2016 a 31/05/2016
01/04/2016 a 30/04/2016
01/03/2016 a 31/03/2016
01/02/2016 a 29/02/2016
01/12/2015 a 31/12/2015
01/10/2015 a 31/10/2015
01/05/2015 a 31/05/2015
01/02/2015 a 28/02/2015
01/11/2013 a 30/11/2013
01/04/2013 a 30/04/2013
01/02/2013 a 28/02/2013
01/01/2013 a 31/01/2013
01/12/2012 a 31/12/2012
01/10/2012 a 31/10/2012
01/09/2012 a 30/09/2012
01/08/2012 a 31/08/2012
01/07/2012 a 31/07/2012
01/02/2012 a 29/02/2012
01/12/2011 a 31/12/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005
01/02/2005 a 28/02/2005
01/01/2005 a 31/01/2005
01/12/2004 a 31/12/2004
01/11/2004 a 30/11/2004
01/10/2004 a 31/10/2004
01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004


Links Amigos
 A Mulher que eu amo!!! (fotolog)
 A Mulher que eu Amo!!! (blog)
 Olívia e Bolívia
 A Madahlena sem Arrependimento
 Aline
 Andréa Del Fuego
 Ana Paula Mangeon
 Bizarro Deslumbre
 Borboleta e Joaninha
 Breves Histórias Cotidianas
 Calcinhas ao Léo
 Carla Juliano
 Césped Vesper
 Coisa Rara
 Coração na Boca
 Creolina
 Czarina
 Diovvani Mendonça
 Infinit Loop
 Decca e seus rabiscos
 Demasiadamente Inconstante
 e-pistolas
 Elaine Lemos
 Enfim tudo de novo
 Ensaios do Eu
 Escuchameporra
 Fada Milly
 Farinhada
 Fernando Palma
 Flores, Pragas e Sementes
 Gaveteiro
 Giramundo Giraeu Girassol
 Histórias e Vitórias
 Isabellinha, Movimentando o Nada
 Japonês em Braille
 Josué Gomes
 Keila, sobre caminhos e pedras...
 Leite de Letra
 Letra Preta
 Lobotomy Cafe
 Lomyne
 Lugar Gostoso
 Lume Vagante
 Marcelo Brettas
 Marluquices
 Mendoscopia
 Meu Contratempo
 Mia Geodésica
 Monopólio
 Múcio Góes
 Mundo Estranho
 Noturnolândia
 Rainha de Copas e seu sorriso de arco-íris
 Remo Saraiva
 Rita Apoena
 Samia
 Sandra Souza
 Saramar
 Torre de Bebel
 Um Anjo Pornográfico
 Um Tiro no Escuro
 Veronique
 Versos deLírios
 MUSICOVERY
 Devaneios Aéreos
 Nati Alves
 Hipácia
 O Mundo de Paco
 Tati Messias
 Suspiros de Sabrina
 Adyverso
 Verbologue
 Sentir é um Fato
 Mainha me deu lápis
 Ramon Alcântara









moacircaetano


GIRASSOL

Um raio de sol é coisa linda.

Dá vontade de segurá-lo nas mãos.

Dá vontade de prender, pegar pra si.

De costurá-lo em nossos desvãos.

 

Um raio de sol é um troço mágico.

E a gente quer que seja eterno.

A gente quer que seja só nosso.

Pra guardar pros dias de inverno.

 

Um raio de sol é poesia pura.

E a gente sabe que só dura

enquanto o dia está no céu.

Então queremos escondê-lo

na nossa sala de troféus.

 

Mas o raio de sol é esguio,

ô bicho escorregadio...

aquece nossas mãos, nossas costas,

espanta a nossa solidão,

planta o sim dentro do não,

dobra todas as apostas

e depois vai embora.

E a gente quase estertora.

 

Por isso, à noite, dormimos.

Pra sonharmos com o sol.

Por isso existem lâmpada, lanterna, farol.

 

Por isso os sonhos são importantes.

Enquanto se espera o raio de sol,

se é feliz antes!



 Escrito por moacircaetano às 07h47
[ ] [ envie esta mensagem ]



MILAGRE

 

 

Andar sobre as águas exige leveza...

Exige passos de pássaro, delicadeza,

exige que não se toque o chão, 

que se flutue acima da correnteza.

 

Andar sobre as águas não é mole não...

Demanda certo controle da respiração.

Uma paciência de mestre zen

e a dose certa de amém!

 

Andar sobre as águas é passatempo arriscado,

requer concentração e desprendimento.

Um equívoco no movimento

e morremos afogados...

 

Homens de pouca fé julgarão, coitados,

a tarefa impossível, uma crendice.

Mas é tão lindo o momento em que os pés 

se apoiam no azul da superfície!



 Escrito por moacircaetano às 07h46
[ ] [ envie esta mensagem ]



APOCALIPSE

 

 

Novos deuses caminham sobre a Terra...

 

Não exigem preces.

Incontestes,

nos roubam os dias,

nos roubam a vida.

 

Não querem oferendas,

mas sim nossas escolhas.

Nos prendem em bolhas.

 

Não querem dízimos.

Querem tudo, e querem agora.

Exigem cada uma de nossas horas.

 

Obedientes,

nos entregamos em sacrifício.

Nos rendemos aos vícios

e assinamos um contrato

entregando nossa alma.

 

Novos deuses caminham sobre a Terra!

Nos matam aos pouquinhos

e devoram a nossa calma...



 Escrito por moacircaetano às 07h44
[ ] [ envie esta mensagem ]



CONTÉM 1 DRAMA

 

 

Felicidade é que nem perfume...

Tem seu delicioso momento de cume

e depois vai sumindo, lentamente...

Lentalentaleeennntaaaameeeennnnteeeee...

 

A gente se agarra ao cheiro,

tenta fazer com que aquilo dure

o dia, o mês, o ano inteiro...

Queremos que a felicidade se misture

ao nosso próprio exagero

e que permaneça pra sempre...

 

Mas sempre

não existe...

e o perfume pouco a pouco desiste

da nossa pele, dos nossas mãos...

E é necessária nova aplicação.

 

O olfato e a felicidade

são delicadas flores, que mal nascem

e já querem ir embora, apressados...

Carregue sempre um pequeno frasco

e use em pequenos bocados!



 Escrito por moacircaetano às 07h43
[ ] [ envie esta mensagem ]